Banner

Troca de Óleo do Motor e Filtros

A realidade de nossas ruas, mudou. Diante da constante evolução tecnológica, os veículos em nossas garagens não são mais os mesmos. Além dos itens de conforto e segurança, os motores também evoluíram bastante e hoje buscam uma melhor eficiência, oferecendo mais potência, com mais economia de combustível, redução das taxas de emissão de poluentes e uma maior durabilidade.

Os óleos lubrificantes também vêem evoluindo ao longo do tempo, sofrendo diversas modificações em suas composições com a adição de elementos que melhoraram suas características, além das matérias-primas utilizadas, a fim de atender as especificações dos novos motores garantido seu rendimento e durabilidade. A troca do óleo do motor deve ser feita regularmente conforme as especificações das motadoras com o porpósito de evitar os desgaste precoce das peças internas do motor, assim como o aumento do consumo de combustível e a emissão de poluentes.

Além do óleo do motor, também devemos ficar atentos ao filtro de óleo. A função do filtro de óleo, é eliminar as partículas de metal e outras impurezas que são geradas pela fricção entre as peças dos motores. Nos tempos atuais é extremamente aconselhável realizar a troca do filtro simultanêamente com a troca do óleo do motor, já que os motores modernos geram mais atrito e calor, gerando uma maior quantidade de impurezas.

Troca de óleo ROC (Rapid Oil Change)

A JM Super Troca, com mais de trinta anos de tradição no mercado de reparação automotiva em Brasília - DF, oferece aos seu clientes uma extensa linha de lubrificantes, conhecidos mundialmente pela sua qualidade e alta tecnologia. Dentro das especificações exigidas por cada montadora, nacionais e importadas, nossos funcionários são treinados pelos fabricantes a indicar o lubrificante mais adequado para o seu veículo.

Oferecemos aos nossos clientes um novo conceito de atendimento chamado de ROC (Rapid Oil Change), no Brasil denominado de Troca de Óleo Rápida, onde onde o serviço é relaizado por um profissional especializado em um curto espaço de tempo, capaz de oferecer todo o suporte técnico necessário, assim como um serviço de alta qualidade com a vantagem de um fast service.

Trabalhamos com as principais marcas do mercado, recomendadas pelas montadoras de veículos nacionais e importados

  • Óleo ELF
  • Óleo TOTAL
  • Óleo MOBIL
  • Óleo PETRONAS
  • Óleo MOTUL
  • Óleo FUSH
  • Óleo VALVOLINE
  • Óleo CASTROL
  • Óleo SHELL
  • Óleo HAVOLINE

Troca dos filtros de óleo, ar e combustível

Filtro de Óleo

Função: É responsável por filtrar as impurezas como partículas de metal geradas pela fricção das peças móveis do motor, além de partículas derivadas da combustão.

Prazo de troca: A troca do filtro de óleo deve ser feita juntamente com a troca do óleo do motor. Dessa forma, evita-se que o novo óleo seja contaminado com a impurezas presentes no filtro já utilizado.

Filtro de Ar

Função: É responsável por filtrar as impurezas do ar aspiradas pelo motor, garantindo que somente o ar livre de impurezas chegue à câmara de combustão, evitando desgaste prematuro de peças móveis do motor, como pistões e bielas.

Prazo de troca: Cerca de 10 mil quilômetros, em média. Os filtros do ar não podem ser limpos com jato de ar, pois isso romperá os poros do meio filtrante. Se veículo costuma trafegar em áreas rurais ou estradas com muito acumulo de poeira, terra ou areia é recomendada a troca em um menor espaço de tempo.

Filtro de Combustível

Função: É responsável por filtrar as impurezas do combustível como pó, ferrugem, água e sujeira no tanque do veículo cheguem à bomba de combustível e ao bico injetor.

Prazo de troca: Em média é recomendado pelas montadoras entre 10 mil e 15 mil quilômetros.


Filtro de óleo Bosch

10 mitos e verdades sobre a troca de óleo do motor

  1. O óleo deve ser trocado a cada 5.000km percorridos.

    MITO. Verifique as indicações específicas do fabricante para o modelo do seu veículo, bem como a idade do carro. No geral, a troca é indicada a cada 10.000km percorridos, mas isso pode variar também de acordo o uso, por exemplo se você fica longos períodos de tempo parado em congestionamentos!
  2. O óleo lubrificante recomendado pela montadora do veículo é sempre a melhor opção.

    VERDADE. Sempre deve ser seguida a recomendação do fabricante do veículo, com relação à viscosidade e API/ACEA do produto. A viscosidade do lubrificante pode ser identificada na embalagem do produto e normalmente aparece da seguinte forma: 40, 50, 5W30, 10W40, 20W50, etc.
  3. Toda vez que trocar o óleo do motor deve-se trocar o filtro de óleo.

    VERDADE. Indica-se que a troca do filtro seja realizada simultaneamente com as trocas de óleo. Dessa forma, evita-se que o novo óleo seja contaminado com a impurezas presentes no filtro já utilizado.
  4. Os óleos lubrificantes homologados já possuem os aditivos que o motor do carro necessita.

    VERDADE. Os óleos lubrificantes homologados possuem em sua composição os aditivos ideais e necessários para o melhor desempenho do seu carro.
  5. Não existe diferença entre os óleos lubrificantes para carro e moto.

    MITO. Os lubrificantes para carros e motos são semelhantes, porém não possuem a mesma aditivação. Os lubrificantes específicos para motos possuem uma aditivação diferenciada. Dessa forma, a utilização de óleos de carros em motos, e vice-versa, pode ocasionar problemas.
  6. Existem diferenças entre o óleo mineral, sintético ou semissintético.

    VERDADE. Cada tipo de óleo tem formulação própria e é determinado para cada tipo de veículo, de forma que seja importante utilizar sempre o tipo especificado para seu veículo para manter a performance ideal.
  7. Quando utilizamos um óleo de qualidade, ele nunca fica velho e pode ser utilizado por muitos anos.

    MITO. A coloração preta do óleo lubrificante mostra que ele está cumprindo sua função corretamente, já que este fica preto devido à sua atuação na limpeza no motor.
  8. As indústrias fabricantes de óleos lubrificantes devem obedecer a regulamentações, que visam garantir a qualidade e, sobretudo, a pouca agressividade dos produtos ao meio ambiente.

    VERDADE. Toda empresa fabricante de lubrificante deve seguir as regulamentações na ANP (Agência Nacional de Petróleo), que regulamenta a produção, qualidade, níveis de desempenho, óleos básicos e demais legislações referentes ao segmento.
  9. Posso utilizar qualquer tipo de lubrificante em carros antigos.

    MITO. Carros antigos, que estejam com a manutenção em dia, devem utilizar o mesmo lubrificante que foi recomendado no manual do veículo.
  10. O motor deve estar frio na hora de verificar o nível e quente na hora de trocar o óleo.

    VERDADE. Quando o motor do carro está quente (ligado há 15 minutos), o óleo fica mais fino e escorre com facilidade. Já o nível deve ser verificado com o veículo frio (desligado), pois, caso se mantenha quente, o óleo desce e não é possível visualizar a real situação do motor.

    Esperamos ter esclarecido suas dúvidas sobre o assunto. Caso tenha mais dúvidas na hora de trocar o óleo, entre em contato conosco, teremos prazer em atende-lo.

Solicite seu orçamento sem compromisso:

Se preferir, ligue:

(61) 3245-6434